Desafio de Impacto Social
Google I Brasil

Os 4 vencedores já foram anunciados. Conheça agora os projetos que ganharam R$1 milhão cada para sair do papel.

Conheça agora os
4 vencedores brasileiros.

Meu Rio

Um aplicativo que dá voz às causas e problemas da sua cidade

Meu Rio

O projeto Rede Minha Cidade irá desenvolver uma série de aplicativos que engajam a população de cidades brasileiras em questões relacionadas à política e cidadania. Ele incentivará a participação e a busca por soluções de forma coletiva. A ideia é replicar o conceito e a tecnologia já usados pela Rede Meu Rio para outras cidades, já que se trata de um projeto muito importante para todo o Brasil.

Em 5 anos, a Rede Minha Cidade fornecerá ferramentas inovadoras de participação na formulação e implementação de políticas públicas locais a 3.6 milhões de pessoas em 20 cidades brasileiras. Essas pessoas influenciarão diretamente a elaboração e implementação de 3 mil projetos de lei e políticas públicas.

Instituto Geledés

Um aplicativo que ajuda mulheres a se proteger da violência doméstica

Geledés | Instituto Da Mulher Negra

O projeto PLP 2.0 vai desenvolver um aplicativo para apoiar mulheres vítimas de violência doméstica. Hoje em dia, o Brasil possui um dos maiores índices nesse tipo de agressão. Na última década, 43,5 mil mulheres foram assassinadas no país, 4.500 por ano. O programa aciona diretamente as redes de atendimento e grava áudio e vídeo pelo celular, para fornecer provas do ocorrido e oferecer respostas rápidas às vítimas.

Em um período de 3 anos, vai permitir que 1 milhão de mulheres tenham acesso às medidas de proteção pessoal previstas na Lei Maria da Penha, com redução significativa de homicidios feminimos no Brasil.

Instituto Zero a Seis

Um projeto para acompanhar o desenvolvimento dos seus filhos via SMS

Instituto Zero A Seis

O projeto SMSBebê vai criar um sistema que ajudará as mães, via SMS, no desenvolvimento das crianças na primeira infância, a época mais importante para seu crescimento. Investir nessa idade é o que dá mais retorno para a sociedade, como defende James Heckman, Prêmio Nobel de Economia (2000). Um futuro melhor começa com a tarefa de criar melhor nossas crianças.

A meta é atingir 10 a 15 mil mães e cuidadores para que, após o primeiro ano, seja possivel alcançar mais de 1 milhão de pessoas. O projeto pretende, a longo prazo, assegurar economias substanciais para a sociedade, seja pela educação, seja pelo menor gasto social com a criminalidade.

Conservação Internacional

Um sistema para melhorar a vida dos pescadores e tornar a pesca mais sustentável

Conservação Internacional

O projeto Pesca Mais Sustentável vai criar um sistema para dar transparência às cadeias de produção e comercialização do pescado e tornar a pesca mais sustentável. Hoje em dia, o Brasil captura mais de 536 mil toneladas de pescado marinho extraído, em grande maioria, de forma não sustentável, comprometendo as espécies e o futuro das comunidades que dependem da pesca.

O sistema vai melhorar a qualidade dos ambientes marinhos e a vida dos pescadores. Os consumidores também poderão acessar o aplicativo para garantir que o peixe comprado é certificado.

Em dois anos, estará disponível para 60 mil famílias de pescadores tradicionais e poderá ser acessado por qualquer brasileiro interessado no consumo consciente de pescados através de seus smartphones.

Veja os outros
projetos finalistas.

Open Knowledge Foundation

Uma ferramenta para acompanhar gastos públicos do Governo Federal e de SP

Open Knowledge Foundation Brasil

O projeto Gastos Abertos: Para onde foi meu dinheiro? vai criar uma ferramenta que permite a visualização dos gastos públicos do Governo Federal e de São Paulo. Ela expõe e torna acessível dados importantíssimos para toda a população e recebe o nome de "Pra onde vai meu dinheiro?".

Em dois anos, o projeto permitirá compreender o destino de mais de R$ 1,5 trilhão que compõem o orçamento anual autorizado pela união e a execução local dos R$ 50 bilhões do orçamento da Cidade de São Paulo, beneficiando diretamente toda a população brasileira.

Instituto Socioambiental

Uma tecnologia para criar produtos florestais e aumentar a sustentabilidade na Amazônia

Instituto Socioambiental

O projeto Mini-Usinas Open Source vai criar mini-usinas utilizadas para produzir produtos florestais e gerar sustentabilidade na Amazônia. Isso é fundamental e estratégico para assegurar a integridade dos territórios, além de atualizar e dinamizar a tecnologia e a economia florestal. A terra perdeu 2,2 milhões de kilometrôs quadrados de floresta nos últimos 12 anos.

Em dois anos, irá beneficiar diretamente 41 povos indígenas e populações extrativistas da Amazônia brasileira e gerar um modelo que poderá ser replicado para centenas de comunidades da Panamazônia e outras populações.

Associação O Eco

Sensores que medem a qualidade da água em quatro cidades da Amazônia

Associação O Eco

O projeto Rede Info Amazônia vai desenvolver uma rede com mais de 80 sensores conectados para mapear a qualidade da água local em fontes de captação de 4 diferentes cidades da Amazônia: Manaus, Belém, Porto Velho e Rio Branco. Hoje em dia, seus 4,2 milhões de habitantes sofrem com a falta de indicadores sobre a contaminação de suas fontes de água potável.

Em dois anos, o projeto vai beneficiar essa população com informação, via SMS, sobre a qualidade da água, reduzindo doenças por contaminação hídrica e a degradação ambiental.

Instituto Igarapé

Um aplicativo que mensura a violência urbana pela visão das crianças

Instituto Igarapé

O projeto Child Security Index (CSI) vai criar um aplicativo para mensurar como as crianças vivenciam a violência nos grandes centros urbanos. Ele será usado para construir um índice de violência contra a criança e apoiar iniciativas locais de prevenção e proteção. É um projeto urgente num ano com grandes eventos esportivos, quando as crianças, principalmente meninas, ficam mais expostas a situações de risco.

O objetivo é atingir, no primeiro ano, uma população de mais de 30 mil crianças, moradoras de áreas urbanas de baixa renda e inseguras, das cidades de São Paulo, Recife e Rio de Janeiro e até 2015, implementar o CSI em mais de 50 cidades em todo o Brasil.

Juntos com você

Uma plataforma de doações para projetos sociais no Brasil

Juntos Com Você

O projeto Juntos.Com.Vc irá escalar para todo o Brasil a plataforma de financiamento coletivo que incentiva o apoio a programas sociais. Realizam consultorias em comunicação para ONGs, além de criar estratégias para que os projetos sejam bem sucedidos e as iniciativas ganhem visibilidade.

Em 12 meses, o projeto dará visibilidade e contribuirá com a captação de mínima de 800 mil reais e centenas de projetos de ONGs e empreendedores sociais em todo o Brasil.

Instituto Mamirauá

Uma máquina de gelo solar que conserva alimentos na Amazônia

Instituto De Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

O projeto Maquina de Gelo Solar vai criar uma máquina de gelo solar inovadora, que não utiliza baterias, feita para conservar alimentos em comunidades isoladas na Amazônia e preservar o comércio do pescado na região. Hoje em dia, seus moradores não têm acesso à energia elétrica e sofrem com um dos piores Índice de Desenvolvimento Humano do País.

Em dois anos, a proposta ajudará a aumentar em 12% a renda de mais de 100 famílias e promoverá a capacitação para que a inovação se espalhe pelas outras 250 comunidades, cerca de 10.000 pessoas, das Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã.

Sobre
#PorUmBrasilMelhor

O Google tem o compromisso de apoiar as ONGs no Brasil que estão trabalhando para solucionar problemas sociais e gerar impacto por meio da tecnologia. Por isso, está lançando o Desafio de Impacto Social Google, um projeto que já foi feito na Inglaterra e na Índia em 2013. É um concurso que irá premiar projetos e iniciativas das ONGs que usam a tecnologia para solucionar problemas na esfera social.

As inscrições poderão ser feitas no período entre 10 de fevereiro e 12 de março. Os 10 finalistas serão anunciados no dia 29 de abril. Os finalistas apresentarão suas ideias para os juízes durante um evento em São Paulo, que será realizado no dia dia 8 de maio. Serão quatro vencedores, incluindo a ONG escolhida pelo voto popular. Cada vencedor receberá um Global Impact Award (Prêmio de Impacto Social Global) no valor de 1 milhão de reais e o apoio técnico do Google, para tirar seus projetos do papel e tornar seus sonhos realidade.

Os finalistas e seus projetos serão selecionados baseados em 4 critérios:

  1. Impacto na comunidade
  2. Inovação
  3. Viabilidade
  4. Escalabilidade

Conheça os Juízes

No dia 8 de maio, os 10 finalistas do Desafio apresentarão seus projetos para um painel de juízes. Eles escolherão os 3 vencedores e anunciarão o vencedor da votação pública. Cada um desses 4 vencedores receberá um Global Impact Award (Prêmio de Impacto Social).

Luciano Huck

Apresentador na Rede Globo e fundador do Instituto Criar.

MV Bill

Rapper, escritor, ator, e fundador da Central Única das Favelas.

Viviane Senna

Presidente do Instituto Ayrton Senna.

Josué Gomes da Silva

Presidente da Coteminas e conselheiro de empresas como Embraer, o IEDI e a ITMF.

Jacqueline Fuller

Diretora do Google.org

Close